Menu principal
 

Do viveiro de mudas ao reflorestamento: uma ação de ética e meio ambiente

quinta-feira, 6 de julho de 2017

Para promover a interdisciplinaridade, uma experiência diferente aos estudantes e também maior conscientização ambiental, os formandos do Curso Técnico em Informática Integrado ao Ensino Médio, do Instituto Federal Catarinense Campus Araquari, foram incentivados pelos seus professores a fazer o plantio de mudas de árvores em um área institucional que necessitava de atenção e cuidados. Os principais incentivadores desta ação foram os professores Anelise Destefani e Luiz Antônio da Rocha Andrade, com o apoio dos professores Nelson Jorge da Silva e Roberto Dombroski.

Na disciplina de Ética e Meio Ambiente, com a professora Anelise, que também é membro do Núcleo de Gestão Ambiental do IFC Araquari (NGA), os estudantes foram instigados a sugerir ações em prol do meio ambiente, culminando na definição do plantio de 30 mudas de árvores em uma área do campus. Após esta etapa, definiu-se que seriam plantadas mudas de árvores próximas ao mangue, em uma área que era utilizada para plantio, mas atualmente estava sofrendo com a erosão. As mudas transplantadas são de um espaço do campus em que as árvores serão retiradas para a construção de um novo prédio, portanto, foram retiradas e preparadas mudas destas árvores nativas para que fossem replantadas em outro local.

Para o estudante Thassiano Gonçalves, também presidente do Grêmio Estudantil do IFC Araquari, “O ato de auxiliar o Instituto em um reflorestamento de uma área considerável no Campus é válido para o meio ambiente, levando em conta todos os deveres sustentáveis, sejam eles individuais ou coletivos, que cada cidadão possui dentro da atual sociedade. Esse tipo de ação contribui amplamente para a evolução gradativa do ser humano referente ao cuidado com a natureza, além de ressaltar a importância da conscientização que externa a responsabilidade que cada um possui diretamente com o meio ambiente!”

A fim de fazê-los responsáveis e conscientes, assim como o estudante Thassiano mencionou, a oportunidade do “fazer a sua parte” foi dada a estes estudantes, que extrapolaram os limites da sala de aula para efetivar uma ação em prol do meio ambiente, entendendo seus motivos e também os futuros benefícios. O preparo do material, das mudas, todo o processo de adaptação e transplante das árvores nativas para esta nova área foi coordenada pelo professor Nelson, atualmente responsável pela Unidade de Ensino e Aprendizagem Viveiro de Mudas.

 

Revitalização do Viveiro de Mudas

Apesar de existir há muito tempo entre as Unidades de Ensino e Aprendizagem (UEA), o Viveiro de Mudas, até pouco tempo atrás, era um setor que não mantinha muita expressividade e possuía uma grande necessidade de cuidados e melhorias.

Há pouco mais de seis meses, aproximadamente em dezembro de 2016, foi aberta uma proposta da gestão do campus para a revitalização deste setor. A proposta foi prontamente abraçada pelo professor Nelson Jorge da Silva, que promoveu grandes alterações no Viveiro de Mudas. Em apenas seis meses o setor foi amplamente modificado, com a construção da estrutura de uma estufa, sua cobertura, preparo do ambiente, espaço para aulas e materiais.

Ainda em processo de melhorias, atualmente os estudantes já dispõem de um espaço para aulas práticas, com ambiente amplo para que o professor acomode sua turma e possa falar a todos os estudantes. Há também a estrutura básica para que os alunos aprendam na prática sobre o cultivo e preparação das mudas, durante as aulas do curso técnico.

Este trabalho visa não só o engrandecimento profissional dos técnicos que passarão a ter um melhor espaço de aprendizagem, mas também para que outros tenham a oportunidade de vivências cidadãs, em prol do meio ambiente, assim como aconteceu com esta ação relativa ao plantio de mudas pelas turmas do curso de informática.

Texto: CECOM/Araquari
Imagens: Docentes responsáveis pela ação e CECOM/Araquari

Imprimir Imprimir