Menu principal
 

Novembro Azul

quinta-feira, 16 de novembro de 2017

Depois do Outubro Rosa, campanha de conscientização e mobilização para a prevenção do câncer de mama, agora é a vez do Novembro Azul. O Novembro Azul é um movimento de conscientização dos homens para a prevenção do câncer de próstata. O mês foi escolhido para a campanha por ser o dia 17 de novembro o Dia Mundial de Combate ao Câncer de Próstata.

A incidência do câncer de próstata só perde para o câncer de pulmão, entre os homens, ocorrendo uma morte a cada 40 minutos no Brasil. Com o diagnostico precoce as chances de cura chegam próximo dos 90%. Daí a importância dos exames anuais. A Sociedade Brasileira de Urologia recomenda que todos os homens com 45 anos de idade ou mais façam um exame de próstata anualmente, o que compreende o toque retal e o PSA (exame de sangue). Segundo especialistas, o toque retal é considerado indispensável e não pode ser substituído pelo exame de sangue ou por qualquer outro exame, como o ultrassom, por exemplo.

O principal fator de risco é a idade. Cerca de 62% dos casos são de homens a partir dos 65 anos. Em seguida, vem os de histórico familiar, raça (maior incidência entre os negros), alimentação inadequada, além de sedentarismo e obesidade.

Os sintomas mais comuns do tumor são a dificuldade de urinar, frequência urinária alterada ou diminuição da força do jato da urina, dentre outros.

A próstata é uma glândula que só o homem possui, localizada na parte baixa do abdômen. Situa-se logo abaixo da bexiga e à frente do reto. A próstata envolve a porção inicial da uretra, tubo pelo qual a urina armazenada na bexiga é eliminada. Ela produz cerca de 70% do sêmen, e representa um papel fundamental na fertilidade masculina.

Uma dieta rica em frutas, verduras, legumes, grãos e cereais integrais e com menos gordura, principalmente as de origem animal, ajuda a diminuir o risco do câncer. Especialistas recomendam pelo menos 30 minutos diários de atividade física, manter o peso adequado à altura, diminuir o consumo de álcool e não fumar.

Previna-se e busque sempre informação.

Fonte: INCA e Ministério da Saúde.

Imprimir Imprimir