Menu principal
 

IFC Araquari será contemplado com Usina Fotovoltaica

quarta-feira, 20 de novembro de 2019

Recentemente o Instituto Federal Catarinense (IFC) Campus Araquari foi contemplado com a instalação de uma usina fotovoltaica, estrutura capaz de gerar energia elétrica por meio da luz do sol. A implantação foi definida durante a 7ª reunião do Conselho de Dirigentes (Codir) da instituição, no mês de outubro de 2019. 

O investimento para a construção desta usina será em torno de 700 mil reais, com a expectativa de proporcionar uma economia global de cerca de 3% do orçamento anual de custeio do campus, conforme explicou o Diretor de Administração do IFC Araquari, Eleutério Jubanski. “Apesar de parecer um valor pequeno, ele é muito significativo para a instituição, sendo que a verba para construção provém de uma fonte externa e em cerca de 5 anos a economia já terá superado o investimento”, explicou Eleutério. 

O recurso para a construção desta Usina provém de um TED – Termo de Execução Descentralizada, via Reitoria do Instituto Federal Catarinense. Um dos critérios pelo qual o campus Araquari foi selecionado é o alto consumo de energia elétrica, um dos maiores do IFC. Outros campi também foram contemplados, como Camboriú, Rio do Sul e Concórdia.

O diretor Jonas Cunha Espindola, afirmou que “estamos felizes com a conquista, pois há tempos era levantava essa necessidade nas reuniões do CODIR e ressaltada a importância de termos projetos nessa linha. A economia gerada de energia pela usina será de 15 a 20%, o que representa aproximadamente 100 mil reais de custeio por ano”. O diretor lembra que campus possui um Mestrado Profissional em Tecnologia e Ambiente, que poderá ser utilizar essa implantação como modelo para trabalhos futuros.

Benefícios também para o Meio Ambiente

Além da economia financeira gerada, o Núcleo de Gestão Ambiental do campus ainda comemora a instalação da usina fotovoltaica devido a produção de “energia limpa”. Atualmente ainda são utilizadas muitas fontes não renováveis para produção de energia, sendo essencial para o planeta a substituição destas; as alternativas – como a luz solar – possuem muito potencial são cada vez mais desenvolvidas e implantadas.

A tecnologia fotovoltaica é hoje extremamente confiável, não gera ruídos significativos e nem poluição. Não é preciso, necessariamente, a construção de novas estruturas para sua instalação – podendo ser utilizados telhados de prédios e paredes já existentes, e possui durabilidade média de cerca de 25 anos.

Texto: CECOM/Araquari
Imagem: Divulgação

Imprimir Imprimir