Menu principal
 

GP em Tecnologia e Qualidade Ambiental tem divulgação nacional

quinta-feira, 12 de julho de 2018

O Grupo de Pesquisa em Tecnologia e Qualidade Ambiental, formado por servidores e estudantes do Instituto Federal Catarinense Campus Araquari, teve sua formação e trabalho divulgados no Boletim periódico da Divisão de Química Ambiental (DAMB) da Sociedade Brasileira de Química (SBQ). Este é um meio nacional de divulgação na área de química, o qual dá visibilidade a eventos, trabalhos realizados e agora também para os grupos de pesquisa em Química Ambiental no Brasil.

Para acessar o conteúdo integral do Boletim da DAMB, clique AQUI.

_

A Química Ambiental de acordo com a DAMB

A Química Ambiental, assim como qualquer outra área clássica da Química, pode ser definida de várias maneiras. Para DAMB, a Química Ambiental estuda os processos químicos que ocorrem na natureza, sejam eles naturais ou ainda causados pelo homem, e que comprometem a saúde humana e a saúde do planeta como um todo. Assim, dentro desta definição, a Química Ambiental não é a ciência da monitoração ambiental, mas sim da elucidação dos mecanismos que definem e controlam a concentração das espécies químicas candidatas a serem monitoradas.

Dentro desta premissa, a Química Ambiental expande os horizontes da química convencional dando a ela uma dimensão socio-econômica, além de propiciar parcerias encantadoras com outras áreas do conhecimento como a toxicologia, a engenharia sanitária e a biologia.

Sendo assim praticada, a Química Ambiental revive a Química como uma ciência natural, atua como vetor de sua descompartimentalização e certamente deve ser encarada como a ferramenta mais poderosa no resgate da importância da Química como uma das ciências que mais benefícios têm trazido ao homem.

 

O texto de divulgação

O GP em Tecnologia e Qualidade Ambiental, sediado no Instituto Federal Catarinense Campus Araquari (IFC Araquari) e liderado pelo Prof. Cleder Alexandre Somensi, possui constituição multidisciplinar e perfil de atuação interdisciplinar, tendo a disposição o Laboratório de Química Analítica e Ambiental (UVVis, HPLC-DAD, LUMIStox e aguardando liberação FINEP para FTIR e CG-FID), a Unidade de Gestão de Resíduos (processos biológicos de tratamento/estabilização/valorização de resíduos, com área de 1500 m²) e o Laboratório de Remediação Ambiental (em estruturação). Os trabalhos do GP permeiam a química, às ciências agrárias e às ciências ambientais com uma linha direcionada a avaliação da poluição ambiental antropogênica (em matrizes sólidas, líquidas e gasosas), incluindo análises fitotoxicológicas e eco(geno)toxicológicas, sendo a segunda linha voltada a remediação/reciclagem/valorização de resíduos (economia circular) sólidos e líquidos, seja por processos biológicos ou químicos (e.g., vermirremediação e processos oxidativos avançados – POAs). Tem como principal parceiro o GP em Derivados do Petróleo, Biocombustíveis e Recursos Naturais (FURB) / Laboratório de Análise em Combustíveis (LC), contratado pela ANP (licitação) para análise de combustíveis dos estados de SC e PR. O LC possui 1 GC-MS 3 GC-FID, 2 GC-ECD, 1 ICP-MS e 1 Analisador de S. O GP / LC é chefiado pelo Prof. Edésio Luiz Simionatto, que atua também, além dos combustíveis, com POAs e tratamento de efluentes.

Contato: cleder.somensi@ifc.edu.br – (47) 3803 7200 / 9 9141-0406

 

Fonte: Sociedade Brasileira de Química

Imprimir Imprimir