Menu principal
 

Estudantes do IFC Araquari conquistam troféu na Jornada Brasileira de Foguetes

terça-feira, 13 de novembro de 2018

Temos dois viajantes espaciais estudando no Instituto Federal Catarinense Campus Araquari… ou “quase” isso. Estamos falando dos dois projetistas com ótimos resultados em seu foguete experimental da 12ª Mostra Brasileira de Foguetes (MOBFOG) que aconteceu entre as atividades de Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA).

A MOBFOG foi realizada entre os dias 22 e 26 de outubro de 2018, na cidade de Barra do Piraí, no estado do Rio de Janeiro. De acordo com a dinâmica do evento todas as equipes classificadas são divididas em cinco diferentes turmas, com a participação de estudantes desde o primeiro ano do ensino fundamental e até o último ano do ensino médio, tanto de escolas públicas, quanto de instituições privadas, divididos em quatro níveis distintos.

No último ano foram mais de 94 mil inscritos para a mostra. Seguindo a mesma tendência em 2018, com esta grande quantidade de concorrentes, os alunos Brenon Paul e João Pedro Aguiar da Conceição, do Curso Técnico em Informática integrado ao Ensino Médio, conquistaram o vice-campeonato brasileiro em sua categoria, com um foguete construído com uma base de canos de PVC.

Apenas os foguetes que atingiram mais de 100 metros foram convidados para o evento no Rio de Janeiro, do qual participaram outras 45 equipes na turma em que os estudantes do IFC Araquari estiveram. Na Mostra aconteceram os lançamentos de foguetes, sendo verificados os melhores e como as equipes fizeram para obter aquele resultado. Durante os quatro dias de evento todas as equipes apresentam sua base e estrutura do foguete, análise da reação química  que usou, entre outras particularidades.

.

A construção e o lançamento do foguete

A Mostra Brasileira de Foguetes (MOBFOG) é uma olimpíada experimental que consiste em construir e lançar foguetes, a partir de uma base de lançamento, o mais distante possível – com a metragem contada horizontalmente. O melhor lançamento do foguete de Brenon e João, durante o evento, alcançou 119,70 metros.

A construção do foguete dos estudantes teve uma base de canos PVC. Eram misturados água com bicarbonato de sódio e então colocado na base; já no foguete – construído a partir do estudo de aerodinâmica dos próprios alunos, era colocado vinagre. Brenon e João criaram um sistema em que a reação realizada pela água e o bicarbonato, complementada pelo vinagre, só acontecia depois que a base fosse agitada. A partir disso a pressão era monitorada por um manômetro, até o momento certo para lançar.

“Para nos prepararmos para o evento, realizamos teste e mais testes, sempre corrigindo os defeitos ou melhorando o que podia ser melhorado” relata Brenon, que iniciou em 2017 no IFC Araquari e sempre teve interesse por áreas como astronomia e física. Depois de meses de trabalho e um excelente resultado o aluno mantém-se otimista e motivado, explicando que “Neste ano ficamos como vice-campeões da MOBFOG, porém pretendemos retornar no próximo ano e ganhar a medalha de campeão, pois queremos sempre melhorar e dar orgulho ao nosso colégio”.

.

A experiência dos estudantes

O orgulho, que já voa alto, é compartilhado com a antiga professora de física, Taline Kruger, que apresentou o evento aos alunos. Porém, o grande apoiador e orientador deste projeto foi o professor Emerson Luiz Lapolli, hoje docente no IFC campus de Abelardo Luz, que organizou e participou de todo o processo, tanto de construção como da apresentação do foguete.

Desde que a antiga professora falou sobre o evento, os alunos se empenharam em estudos e pesquisas sobre foguetes e toda a área da astronáutica. “Achamos que representar o IFC Araquari em uma competição de nível nacional seria uma oportunidade irrecusável, de fato o desafio e a dificuldade envolvidas nos estimularam a buscar o conhecimento”, contou Brenon.

O estudante reflete que eventos como este são espaços para mostrar que as instituições de ensino estão dando bons frutos e extrapolando os muros da escola, do estado e, quem sabe, futuramente do país. Brenon e João ainda comentam que “Esta premiação representa que o IFC Araquari pode ganhar espaço no cenário nacional, pois existem alunos que só esperam oportunidades como essa para poder demonstrar todo o seu potencial. Para nós mesmos foi um incentivo para toda a vida, pois vimos que nosso estudo foi recompensado, deu-nos algo concreto e que um novo fôlego na vida acadêmica”.

O evento contou com grandes nomes da astronáutica e astronomia em palestras e minicursos. Os participantes da mostra foram estimulados e ambientados ao mundo da astronáutica, ampliando a visão de toda a área da física e mergulhando de cabeça em um mundo que, para Brenon “antes parecia muito distante”.

 

A todos que se sentirem inspirados pela história dos estudantes Brenon e João, mais informações sobre a Mostra Brasileira de Foguetes, mais informações estão disponíveis no site: http://www.oba.org.br/site/

 

Texto: CECOM/Araquari – Raquel Rybandt
Imagens: CECOM/Araquari e Divulgação

Imprimir Imprimir