Menu principal
 

Cinedebate “Chega de Fiu Fiu” acontecerá na próxima quarta-feira

terça-feira, 11 de setembro de 2018

Resultado de imagem para Chega de fiu fiuO cinedebate com a exibição do filme “Chega de Fiu Fiu” acontecerá na próxima quarta-feira, 12 de setembro, no Laboratório de Ensino-Aprendizagem (SALA D206). Com a temática da violência de gênero em espaços públicos, a atividade iniciará às 16 horas e contará com um bate-papo após o filme.

Esta atividade possui a entrada gratuita e não é necessário inscrever-se antecipadamente. Ela é destinada a todos os interessados pelas questões de gênero que afetam a sociedade, coma única restrição de o filme ser recomendado apenas para maiores de 14 anos. Ao final, todos os participantes receberão certificação de horas.

Este cinedebate tem a organização do curso de Licenciatura em Ciências Agrícolas (LICA) e está sob a coordenação da estudante Caroline Champowski. Para mais informações, entre em contato através do e-mail: caroline.champowski@gmail.com

 

CONHEÇA A CAMPANHA

Nascida em 24 de julho 2013, a Chega de Fiu Fiu é uma campanha de combate ao assédio sexual em espaços públicos lançada pelo Think Olga. Inicialmente, foram publicadas ilustrações com mensagens de repúdio a esse tipo de violênciaAs imagens foram compartilhadas por milhares de pessoas nas redes sociais, gerando uma resposta tão positiva que acabou sendo o início de um grande movimento social contra o assédio em locais públicos.
Mas o que é esse assédio? Todos os dias, mulheres são obrigadas a lidar com comentários de teor obsceno, olhares, intimidações, toques indesejados e importunações de teor sexual afins que se apresentam de várias formas e são entendidas pelo senso comum como elogios, brincadeiras ou características imutáveis da vida em sociedade (o famoso “é assim mesmo…”) quando, na verdade, nada disso é normal ou aceitável.

 

SINOPSE E DETALHES

O retrato do dia a dia de três mulheres com vidas distintas, mostrando como a violência de gênero é constantemente praticada no espaço público urbano. Dessa forma, as diretoras Amanda Kamanchek Lemos e Fernanda Frazão procuraram especialistas para discutir sobre o assunto, buscando encontrar respostas e alternativas para a uma questão fundamental: Será que as cidades foram feitas para as mulheres?

Imagem de divulgação
Sinopse: adorocinema.com
Informações: chegadefiufiu.com.br

Imprimir Imprimir